quarta-feira, 29 de abril de 2009

Fala sério ...

Quantas vezes você já reinstalou o Windows? Eu perdi a conta, passando do 95 pelo 98, NT, Me, 2000, XP, Vista e de volta ao XP, foram pelo menos uma vez por ano, se não mais. Vendo o meu iBook com o mesmo MAc OS X 10.2 desde Agosto de 2003, fica claro que tem uma coisa errada. Como o certo do Mac OS é o Free BSD (Unix) no qual ele é baseado, decidimos um experimento novo: Linux como SO principal e Windows como sistema secundário, para jogos e aquele um ou outro aplicativo que não tem em Linux.

O mais difícil foi escolher entre a distribuição: Ubuntu com Gnome, Xubuntu com XFCE ou Kubuntu com KDE. Como o KDE gasta 100MB de RAM a mais que o XFCE, o menor de todos, que não é lá tão diferente do Gnome, coloquei o Xubuntu mesmo. E isso foi o mais difícil, sem brincadeira. Com a distribuição certa, Linux hoje é um sistema para qualquer Zé Mané.

Impressora USB? Detectou no que eu liguei. Placa de vídeo? Com suporte a OpenGL no que instalou. Idem para som, funcionou direto. Monta dispositivo USB e disco removível melhor até que o Windows. Tocador de vídeo não é problema faz tempo. Só o reprodutor de áudio que eu acho esquisito, mas isso é pela mania de complicarem e fazerem um gerenciador de coleção de MP3, ao invés de um simples tocador que é o que eu gosto (saudades do XMMS antigo).

Vamos ver no que vai dar.

5 comentários:

Tomohare disse...

Reinstalar o Windows? Não tantas quanto tive que reinstalar o Linux (os que conseguiram terminar de instalar) e que, não tendo tela azul, me mostrava uma tela colorida, e não tinha cristo que resolvesse. Solução: reformatar o HD.

Você fala que "reconheceu" todos os teus periféricos. Os problemas que tive foram todos relacionados aos meus periféricos, no windows xp (onde tive mais problemas com o não reconhecimento deles) pelo menos não trava o sistema de modo q um reboot nao resolvesse.

Com o Vista não tive problemas de compatibilidade, mas sei que há aquele problema quando se usa Vista 32bit com 4GB ou mais.

O pessoal xiou tanto por causa que aquele hardware feito no fundo de casa da tia avó do primo de um chines cego que a Microsoft intupiu o Windows 7 de coisas para não ter problema de reconhecimento (http://www.winvistaclub.com/f16.html).

Não estou dizendo que as distribuições de linux sejam horríveis e que devemos estar eternamente com o windows nas costas (mesmo pq programar em linux tem se tornado mais… interessante, mas aprender a programar de um jeito no linux e que não consigo reproduzir em outros sistemas é deprimente), só quero dizer que as pessoas tentam achar um defeito no windows justificando a sua mudança para o sistema.

Desde que conheci o MacOS (em uma feira em 1994, se nao me engano, quando em um estande mostravam a ferramenta stamp do Photoshop) eu gostei e só não fiz daqui um hackintoshi por problemas técnicos e por minha inexperiência.

Atualmente os livecd's de linux rodam muito bem aqui, e são minha salvação caso aconteça algo com HD, reconhecem tudo até as partições NTFS (que tive problemas ano passado - não nas partiçoes, mas para modificá-las do linux). Mas ainda gosto do 'visual' do Windows … os dois.

Mas afinal, só quere um bom ambiente pra trabalhar e me divertir, pode ser tanto linux quanto windows quanto macos(freebsd). E ainda não consigo debbugar no linux*…!

*ddd tutorials needed!

Btw: Não encontrei nenhuma referencia de Linux na árvore genealógica do Free BSD, a não ser o fato que veio de UNIX mas talvez onde vi eles tenham pulado algo: (http://media.photobucket.com/image/BSD%20history$blahdx/Unix-history.png)

PV disse...

Ô Fabrício, que raios de distribuição Linux você usou? Que o primeiro Linux que eu usei em 96 era um Slackware (dos mais chatões) e tinha que instalar com disquete de boot, pra dar uma idéia, mas mesmo assim instalou sem problemas. Ruim era ter aplicativos na época, o que é bem diferente de hoje. O pior que me aconteceu até hoje foi instalar um Linux e não gostar da distribuição.

Acho que do Windows vão ter duas coisas que vão me fazer falta: o Visual Studio e o seu depurador (ddd não chega nem perto do Visual), razão maior para eu manter o Windows XP em outra partição, e os jogos, se bem que os independentes que eu curto devem rodar no Wine na boa.

Sobre o Free BSD, jurava de pé junto que ele era uma variante Linux também, mas me enganei, ele é outro SO livre variante do Unix, mas não é Linux.

PV disse...

Ah, um comentário que faltou: claro que eu vou mudar porquê achei defeito no Windows e vi algo melhor no Linux. Afinal, se não tivesse defeito o Windows, não ia justificar, nem que o defeito fosse não ter o que o Linux tem ;).

Piovezan disse...

Que beleza esse Xubuntu hein?

Tenho um colega que é defensor ferrenho de montar sistema virtual no micro, o Windows dele roda em cima do Linux e toda vez que ele quer tentar alguma coisa diferente cria uma máquina virtual que é apagada em seguida.

Ele também jura que tem pouquíssima diferença no desempenho, na verdade o Windows fica até melhor por conta de algo sobre a paginação ser afetada pelo sistema sobre o qual a máquina virtual roda.

PV disse...

Ubuntu ou {prefixo favorito}buntu é o bicho na simplicidade. É praticamente um Windows, só que sem os problemas do Windows :).

Sobre o lance da máquina virtual.Dependendo do que ele fizer (isto é, não rodar o Half Life 2, Doom 3, COD 4 e outros), o desempenho vai ser bom. Mais rápido eu tenho sérias dúvidas, já que o Windows passa por um layer que não existe quando roda sozinho, o teu amigo não usa Windows "real" faz tempo e a velocidade do Windows depende do que tem carregado na inicialização e do que foi instalado (inclusive o número de fontes).